O Profissional do RH, o Candidato, as Fraudes e as Informações Privilegiadas

Ocorrem muitas coisas no submundo de uma empresa e seus dirigentes certamente pagariam o dobro do prejuízo, para tudo permanecer em segredo. A guerra comercial, o roubo, posse, desvio, subtração, etc. de propriedade intelectual, industrial ou de informações sensíveis e confidenciais de uma empresa, geram enormes prejuízos, inclusive na própria reputação dela.

Isso não é privilégio de filmes de espionagem como os de James Bond, por exemplo.

Profissionais e colaboradores de RH e demais áreas, jamais imaginam o que ocorre nas entranhas das diretorias e lideranças, que levam à dança das cadeiras ou das resoluções antecipadamente tomadas, antes até das reuniões. 

Na verdade, reuniões são apenas o aspecto formal da materialidade do encontro para expor as lides, os contratempos e demais problemas que impedem a engrenagem de mover-se positivamente.

Normalmente só é analisado no currículo a larga experiência e os títulos. Nem todas empresas fazem profunda varredura na vida pregressa do candidato, como em analogia, as imobiliárias fazem para alugar um simples imóvel residencial!

Alguns candidatos bem esclarecidos em questões de ‘insiders’, conseguem dominar passivamente toda a entrevista, face ao desconhecimento por completo do profissional do RH sobre fraudes, ficando maravilhado com o aporte inovador que o entrevistado poderá trazer à empresa em detrimento dos demais.

A cerca mole, faz o boi ladrão. Provérbio da roça.

A cerca mole faz o boi ladrão – Provérbio da roça.

Isso, sem contar nas empresas que “pescam” executivos ou profissionais de áreas sensíveis em encontros de workshop (que terceiros inocentemente promovem), para manter contatos, solicitar consultoria, fazer promessa de uma melhor carreira profissional, etc., com o único intuito de conseguir informações privilegiadas e segredos comerciais e/ou industriais, sem exatamente o profissional em questão, saber o real intuito de seus novos contatos.

Outro aspecto bem delicado é a contratação ou promoção de candidatos à executivos para funções sensíveis numa organização. As fraudes evoluem da mesma forma que a tecnologia e a ganância pelo metal vil, são bem mascaradas nas empresas, como um simples objetivo de crescimento profissional…

O RH é peça chave nessas situações e tem que passar um degrau acima no conhecimento desses assuntos, se aprofundar.

No próximo artigo analisaremos situações sobre insider trading, frente à situação legal/penal na ótica do RH e de profissionais de prevenção à fraudes, que devem conhecer e estar mais atentos nessa área.

___________________________

 

O Autor: Prof Marco Aurélio

Graduado Psicologia/Direito – Educação Legal/Corporativa, Relações Humanas, Treinamentos & Cursos
 
Leciona cursos e treinamentos sobre Gerenciamento de Riscos Criminais
E-mail: <superexpresso@yahoo.com.br>
 
 
 

 
print
Share and Enjoy:
  • Facebook
  • В закладки Google
  • LinkedIn
  • Twitter
  • MySpace
  • Яндекс.Закладки
  • Reddit
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • del.icio.us
  • Digg
  • БобрДобр
  • MisterWong.RU
  • Memori.ru
  • МоёМесто.ru
  • LiveJournal
  • Сто закладок
  • Добавить ВКонтакте заметку об этой странице
  • Мой Мир
  • FriendFeed
  • Google Buzz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *